Submeta sua solução
 

Parcelamento sem juros

Pedrinho está implementando o sistema de controle de pagamentos parcelados de uma grande empresa de cartão de crédito digital. Os clientes podem parcelar as compras sem juros no cartão, em até 18 vezes. Quando o valor V da compra é divisível pelo número P de parcelas que o cliente escolhe, todas as parcelas terão o mesmo valor. Por exemplo, se o cliente comprar um livro de V=30 reais em P=6 vezes, então as parcelas terão valores: 5, 5, 5, 5, 5 e 5. Mas se o valor da compra não for divisível pelo número de parcelas será preciso fazer um ajuste, pois a empresa quer que todas as parcelas tenham sempre um valor inteiro e somem no total, claro, o valor exato da compra. O que Pedrinho decidiu foi distribuir o resto da divisão de V por P igualmente entre as parcelas iniciais. Por exemplo, se a compra for de V=45 e o número de parcelas for P=7, então as parcelas terão valores: 7, 7, 7, 6, 6, 6 e 6. Quer dizer, como o resto da divisão de 45 por 7 é 3, então as 3 parcelas iniciais devem ter valor um real maior do que as 4 parcelas finais.

Você precisa ajudar Pedrinho e escrever um programa que, dado o valor da compra e o número de parcelas, imprima os valores de cada parcela.

Entrada

A primeira linha da entrada contém um inteiro V, representando o valor da compra. A segunda linha da entrada contém um inteiro P, indicando o número de parcelas.

Saída

Seu programa deve imprimir P linhas, cada uma contendo um inteiro representando o valor de uma parcela. A i-ésima linha deve conter o valor da i-ésima parcela, para 1 ≤ i ≤ P, de acordo com o que Pedrinho decidiu.

Restrições

Exemplos

Entrada
30
6
Saída
5
5
5
5
5
5
	

 

Entrada
45
7
Saída
7
7
7
6
6
6
6
	

 

Volta ao início